• Gabriela Rangel

𝑅𝑒𝑠𝑒𝑛𝘩𝑎 || 𝑇𝑟𝑖𝑙𝑜𝑔𝑖𝑎 𝐿𝑒𝑔𝑒𝑛𝑑

Eii pessoal, hoje trago a resenha mais esperada por vocês, o livro que queimou minha língua... Quem acompanhou minha trajetória lendo Legend sabe que eu falei muito mal lá no Ig sobre o primeiro livro KKKK, MAS eu juro que no final valeu a pena!

Sinopse de Legend:

Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República.
Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos.

June é uma garota rica, estudada e sendo preparada pra ser uma grande agente da lei. Em uma sociedade marcada pelas diferenças grotescas de classes, ela é fundamental pra manter a ordem e o equilíbrio para a classe alta.

Day é um jovem pobre, que mora nos subúrbio da cidade e tem que roubar para poder dar a família o mínimo possível de alimento e se sobrar pra seu sustento. Crescido em um ambiente hostil suas chances de crescer são poucas, a sociedade não apoia e o coloca como um criminoso horrível.

Day e June embarcam em uma jornada perigosa e em cada momento são colocados personagens que ajudam, facilitam e que dificultam a vida dos dois.

Sinceramente, o primeiro livro não me prendeu em nada... Achei muito pouco instigante. Quase abandonei umas três vezes de tao difícil que estava sendo para mim, mas com certeza fui muito bem recompensada com o segundo livro.

“Cada dia significa novas vinte e quatro horas.Cada dia significa que tudo é possível novamente.Você vive no momento, morre no momento, pega tudo um dia de cada vez. ”

Prodigy, o segundo livro com certeza foi o meu favorito! A Marie Lu conseguiu desenvolver a distopia de forma épica! A evolução dos personagens é nítida e muito bonita! 

Minha parte favorita da trilogia está no segundo livro, as explicações do que levou à sociedade atual, a criação da República, a separação dos EUA. Além, é claro, do outro lado, das Colônias. Sério, foi tudo tão bem pensado e lógico. 

Preciso ressaltar aqui a relação entre Day e June. Acho que os dois são os personagens que fazem mais sentido como casal. Como acontece na vida real, não tem só uma pessoa interessada neles, não é como se o mundo se resumisse a eles. Ficou mega natural, não só mais um triângulo ou quadrado amoroso. É vida real mesmo. Mas em nenhum momento existe alguma dúvida de que os dois não estão interessados em mais ninguém além um do outro. Mas é claro, um desafia o outro, melhora o outro, instiga o outro. Eles reconhecem um no outro algo que tem neles mesmo, ao mesmo tempo que vêem como podem melhorar. Impossível não ter romance. 

“Ele é bonito, por dentro e por fora.

Ele é o forro de prata em um mundo de trevas.

Ele é a minha luz."

Champion, trouxe todas as explicações que precisávamos para entender cada acontecimento! O último livro veio para de destruir e acabar com seu coração! A evolução de cada personagem foi linda. Eu chorei demais com o final. E digo vale a pena até o último momento, última palavra.

Marie Lu tem uma escrita incrível e estou ansiosa para ler outros livros dela! Cada personagem vai ficar marcado comigo. Com uma distopia original ela me conquistou!

Tive um serio problema com a idade dos protagonistas. Não tenho ideia de por que a Marie Lu achou que precisava fazer os dois — Day e June — terem só 15 anos de idade. Eles agem bem mais maduros, mas eu acho que teria ficado melhor se ela tivesse usado uma idade quase padrão em distopia, 17 anos.

Recomendo muito a trilogia. Nada ocorre conforme esperamos, nada é previsível e o caminho fácil nunca é a solução. Os protagonistas são o máximo, tem personalidades bem definidas e delineadas, não fogem de sua essência.

Outra coisa que gostei muito também foi a apresentação do livro, as capas são lindas, as folhas também receberam um tratamento nas bordas que traz realidade ao conteúdo. A editora Rocco também está de parabéns.

"Oi", diz ele."Eu sou Daniel."

"Oi", eu respondo."Eu sou June."

Título: Trilogia Legend

Autor: Marie Lu

Editora: Rocco

Avaliação: ★★★★

Link para comprar o box aqui


• Sobre a Trilogia•

No Brasil, todos os volumes já foram publicados pela editora Rocco.