• Gabriela Rangel

𝑅𝑒𝑠𝑒𝑛𝘩𝑎 || 𝐸𝑠𝑡𝑖𝑙𝘩𝑎𝑐̧𝑎-𝑚𝑒

Hoje trouxe a resenha de uma distopia com um toque de fantasia e um romance muito bem desenvolvido!! Lembrando que a série é composta de 6 livros principais é 4 contos.

sinopse:

Um toque é o bastante. Com apenas um toque, Juliette Ferrars é capaz de fazer um homem adulto se ajoelhar de dor e implorar por misericórdia. Um único toque de Juliette pode matar. Ninguém sabe por que a garota tem um poder tão impressionante, o qual ela acredita ser uma maldição, um fardo que uma pessoa sozinha seria incapaz de carregar. Contudo, o Restabelecimento enxerga essa característica como um dom e passa a vê-la como uma oportunidade uma oportunidade de usá-la como arma letal. Porém, Juliette tem seus próprios planos. Depois de passar toda a vida privada de liberdade, ela finalmente está encontrando forças para lutar e para viver um futuro com o garoto que pensava ter perdido para sempre.

Como já sabemos, a história conta sobre a vida de Juliette, uma garota de 17 anos, trancada em uma cela de 1,48 m há 264 dias, Juliette sente dificuldade em distinguir o que é real do imaginário. Lutando contra insanidade, a personagem de Tahereh Mafi muitas vezes se encontra a beira da loucura. Essa característica fica bem clara desde a primeira página do livro. Sua companhia se resume a um caderno amarrotado, uma caneta quebrada e os números que rondam sua mente. O único contato com o mundo exterior é através de uma pequena janela em sua cela que lhe permite olhar o céu. Juliette tem um dom poder, por assim dizer, e não pode tocar ninguém. O dom dela é letal.


O livro é ambientado em uma realidade distópica: a Terra finalmente entrou em colapso pelo consumo excessivo de seus recursos naturais. As florestas se resumem a árvores espalhadas esporadicamente, a pouca grama que existe possui um tom amarelado e doentio. Os animais estão morrendo de fome ou envenenados. Pássaros voando são mito. Uma organização chamada O Restabelecimento, com pontos em todo o mundo, há alguns anos, prometeu que poderia restabelecer a vida como todos a conheciam. Porém, O Restabelecimento não é um governo bonzinho e reprimi a população do único jeito que a opressão parece funcionar: através do medo. 


“A imaginação humana é muitas vezes desastrosa quando abandonada à própria sorte.”

O livro é narrado em primeira pessoa, pela visão da Juliette, o que nos traz uma experiência única. Me choquei bastante por todas as emoções presentes na história. A Juliette é uma personagem muito intensa. Uma narradora em que não se pode confiar completamente no início – já que você fica sem saber o que pode ser real e o que pode ser um delírio, como nem mesmo ela sabe.


Tahereh Mafi consegue criar uma personagem extremamente fascinante e capaz de conduzir o leitor até ela, até seus pensamentos e emoções. A forma de escrita em primeira, com a repetição de palavras sem qualquer pontuação e as palavras e orações riscadas, cria uma conexão com a intensidade dos sentimentos de Juliette e com seus desejos mais íntimos, que ela é incapaz de expressar.


Mas apesar da nossa principal ser incrível, eu não consegui me apegar a mais nenhum personagem e isso foi um grande problema para mim. O Adam me cansou, ele aquele tipo de personagem que me irritou bastante, ele se preocupa demais e faz de tudo para defender as pessoas que ama. O romance entre ele e a Juliette me incomodou e aconteceu tudo tão rápido...


Quero dar destaque para o Warner, ele é aquele tipo de vilão que você odeia, mas também chama a atenção de alguma forma. Ele faz de tudo para ter poder, nem que para isso precise ser cruel, mas tem uma atração que não te deixa odiá-lo completamente. 

“Tudo o que eu tinha de fazer era abrir os olhos. Tudo o que tinha de fazer era abrir um livro para ver as histórias sangrando de página em página. Para ver as memórias gravadas sobre o papel.”

No geral, Estilhaça-me foi uma surpresa bem positiva. Um livro interessante e diferente e que me deixou louca pelo segundo volume. Gostei bastante do livro e recomendo demais para quem quer ler uma boa distopia ou é um bom fã de fantasias!!


Tenho que dar um destaque especial para a republicação dos livros. Agora, a capa brasileira é a mesma da original americana, é muito bonita e tem tudo a ver com o livro. A diagramação está ótima! Tenho que falar sobre os riscos e os desenhos nas páginas, particularmente, eu amei!!!

Sinto-me humana. Como se talvez pudesse fazer parte desse mundo. Como se talvez eu não tivesse de ser um monstro. 

Título: Estilhaça-me

Série: Shatter-me #1

Autor/Autora: Tahereh Mafi

Editora: Universo dos Livros

Páginas: 304

Avaliação:★★★★ + ❤

Clique aqui para comprar o livro!


• Sobre a Série •

O livro é o primeiro volume de uma série. No Brasil, todos os volumes já foram publicados pela editora Universo dos Livros.